Netflix - Milagre na Cela 7 (Yedinci Kogustaki Mucize) (Miracle In Cell No.7)

3/25/2020 02:05:00 AM |

Tem filmes que só pelo toque musical que ouvimos de fundo já sabemos aonde ele quer chegar, e o objetivo do longa que estreou na Netflix, "Milagre Na Cela 7" é claro: fazer você se emocionar a qualquer custo, de forma que o filme é bonito de ver, tem um conteúdo gostoso e bem feito, tem boas atuações, não diria que tem a direção mais consistente que poderia, mas ainda assim é daqueles que certamente vamos lembrar de ter visto um dia quando alguém perguntar o nome de um filme bonito e emocionante. Ou seja, mesmo sendo uma adaptação turca de um longa coreano de 2013, souberam trabalhar os atos, criar emoções, e principalmente colocar a interpretação em primeiro plano, de modo que acabamos nos envolvendo com os protagonistas, reclamando de suas "burrices", e torcendo pelo melhor, fazendo com que o filme mesmo com pequenos errinhos agrade bastante.

O longa conta a história de um homem que é condenado injustamente pela morte de uma menina e sentenciado à morte. Mas o amor de sua filha é capaz de mudar tudo, até mesmo a vida na prisão, quando ali passa a ser o seu lar.

Ao procurar o trailer para colocar aqui vi que o filme já foi adaptado por diversos outros países, mas ainda não tivemos uma versão hollywoodiana, ou seja, após o sucesso turco que acabou concorrendo a Palma de Ouro em Cannes, não duvido surgir algo do estilo pelas terras americanas. Dito isso, acredito que o sucesso da versão turca se deve ao ar bem emocional que o diretor Mehmet Ada Öztekin conseguiu dar para sua produção, pois o filme tem momentos que até soam enrolados demais, mas na sequência tudo se reverte para algo funcional e acabamos nos envolvendo demais, além claro que o protagonista caiu como uma luva no papel, trabalhando tão em sintonia com cada um dos momentos, que de cara você fala: não vou me emocionar, e em seguida já está quase chorando, isso porque acabamos segurando, mas conhecendo muitos por aí vão lavar lençóis vendo a trama. Ou seja, o filme até falha muito com alguns momentos enrolados, alguns personagens secundários mal aproveitados e que acabam aparecendo demais, mas o resultado final que o diretor conseguiu montar em sua edição é simples, objetivo e agrada bastante, sendo mais um bom acerto na tela para conferir.

Sobre as atuações, posso afirmar que Aras Bulut Iymeli é um tremendo ator, daqueles que o mundo tem de ficar de olho, pois ele soube fazer seu Memo de forma a não esquecermos o que vimos dele, com trejeitos bem colocados, olhares marcados, sensações em cada detalhe do roteiro, de forma que acabou sendo indicado também para a Palma de Ouro de Melhor Ator em Cannes, e sem dúvida merecia, pois o filme é dele, é notável a admiração que os outros atores tiveram em cena com ele, e simplesmente detona. A garotinha Nisa Sofiya Aksongur também foi muito bem com sua Ova, trabalhando a emoção na medida certa, colocando a ingenuidade nos olhares, e acertando muito em suas cenas com os adultos, de modo também que é marcante as emoções dos demais atores conversando com ela, e assim sendo merece os parabéns. Quanto aos demais todos da cela 7 foram bem colocados e tiveram bons momentos, com destaque claro para Ilker Aksum com seu Askorozlu. E certamente precisariam ter trabalhado melhor os militares, pois esses ficaram perdidos em cena, ficavam sem saber para onde olhar, e o resultado ficou bem estranho parecendo estarem coreografados para apresentações escolares, ou seja, esse é um dos maiores problemas do filme.

Quanto do visual da trama, temos também algo bem bonito, em locações estrategicamente paisagísticas, aonde vemos casas simples, festejos cívico-militares da cidade, figurinos da época bem colocados, e uma prisão cheia de detalhes com cada um bem representado pelos seus crimes e clãs, de forma que vemos um filme cheio de símbolos e envolvimentos que funcionam demais, ou seja, um trabalho minucioso que agradou na medida certa, e mostrou que a equipe de arte turca manda bem também.

Quanto da trilha sonora com aquelas tradicionais músicas melódicas que tentam fazer você chorar já falei que sempre me irrita um pouco, mas aqui foi até que bem colocado, além de ao final entrar a música "Lingo Lingo Şişeler" cantada por Sinal Yilmaz que tanto ouvimos a garotinha e seu pai falando durante o filme e ficamos meio que sem entender, mas que diz tudo de uma forma incrível.

Enfim, é daqueles filmes que valem muito a conferida, que vai agradar e emocionar a todos que conferirem, e que mereceu cada uma das indicações aos diversos prêmios, pois não vi as outras versões, mas diria que essa ficou incrível e mesmo com alguns atos alongados demais que poderiam ser minimizados, o resultado final é quase perfeito. Bem é isso pessoal, fico por aqui hoje, mas volto em breve com mais textos, então abraços e até logo mais.

7 comentários:

Hélio disse...

Um dos melhores filmes que já assisti!
Gostaria de saber, ae possível, significado da saudação entre Ova e Memo "Lingo lingo" e a resposta traduzida para "garrafas"?

Hélio disse...

Um dos melhores filmes que já assisti!
Gostaria de saber, ae possível, significado da saudação entre Ova e Memo "Lingo lingo" e a resposta traduzida para "garrafas"?

Unknown disse...

Tbm gostaria de saber o significado do "lingo lingo...garrafas"

Fernando Coelho disse...

Olá Hélio e amigo desconhecido... dei uma pesquisada e era uma música turca de cantigas e brincadeiras, meio como "você não me pega lálálálá" nossa... que depois virou essa música que toca no filme... mas o siseler tem tradução para nossa língua garrafas dai mudaram... enquanto o lingo lingo mantiveram pela sonoridade provavelmente!! Mas seria basicamente como o lalala!! Abraços!

Uira disse...

"Lingo lingo, Siseler" é uma música

https://publimetro.pe/entretenimiento/milagro-en-la-celda-7-este-es-el-significado-de-la-frase-lingo-lingo-netflix-milacre-in-cell-no-7-estados-unidos-nnda-nnlt-noticia/

Uira disse...

Shisheler é um erro ortográfico de uma palavra siseler que significa garrafas

https://publimetro.pe/entretenimiento/milagro-en-la-celda-7-este-es-el-significado-de-la-frase-lingo-lingo-netflix-milacre-in-cell-no-7-estados-unidos-nnda-nnlt-noticia/

Rebeca disse...

Alguém sabe o nome da música cantada e tocada por um dos prisioneiros quando estão ceiando? Ele diz "Alguns são grandes, alguns são insetos, alguns são escravos"

Postar um comentário

Obrigado por comentar em meu site... desde já agradeço por ler minhas críticas...