O Homem de Aço em 3D

6/29/2013 02:28:00 AM |

Como é interessante a vida dentro da crítica cinematográfica não é mesmo? Dessa vez fui ao cinema conferir "O Homem de Aço" sem nenhuma expectativa, afinal como todos já sabem não sou nenhum fã de filmes sobre heróis, e aí é que está o grande lance, pois ao ir sem esperar nada, o que me foi mostrado superou anos-luz qualquer expectativa que eu criasse, colocando ele entre os filmes mais bem produzidos que já vi, claro que existem alguns erros técnicos, mas se limparmos nossas mentes quanto a quesitos realísticos, talvez podemos até ignorar a presença deles no filme e ficar até mais feliz ainda.

A sinopse nos mostra que nascido em Krypton, o pequeno Kal-El viveu pouco tempo em seu planeta natal. Percebendo que o planeta estava prestes a entrar em colapso, seu pai (Russell Crowe) o envia ainda bebê em uma nave espacial, rumo ao planeta Terra. Ao chegar ele é criado por Jonathan (Kevin Costner) e Martha Kent (Diane Lane), que passam a chamá-lo de Clark. Com o tempo ele demonstra ter uma força descomunal, o que amedronta seus pais. Eles pedem que ele jamais demonstre seus poderes, mesmo em situações de emergência, já que nem todos conseguirão compreendê-lo por ser diferente das demais pessoas. Ao crescer, Clark (Henry Cavill) se torna uma pessoa isolada e frustrada. Em meio aos seus problemas emocionais, ele resolve usar seus poderes para ajudar a humanidade e se torna o Super-Homem.

Um dos pontos que mais gostei do filme é que você está lendo essa sinopse em linha retinha, nasceu, cresceu, viveu não é mesmo, mas felizmente o diretor Zack Snyder preferiu fazer o filme contado completamente através de ótimos e comoventes flashbacks, fazendo sempre pausas interessantes que mostram como a personalidade do protagonista foi sendo montada, e com isso o longa ganha uma velocidade interessante, pois não cansa ficando lento demais nem sai atropelando tudo pelo meio do caminho. Porém o grande problema do filme está bem aqui nesse parágrafo que costumo falar sobre o roteiro e a direção, pois ele possui inúmeros problemas com relação à Física, conhecimentos estelares que qualquer pessoa adquire em 30s de conversa, entre outras coisinhas, que poderiam sim ter sido maquiadas de forma que enganasse bem o espectador, mas optaram por deixar, então o jeito é tentar ver o filme apelando para a liberdade poética e ignorar os fatos. Quanto da direção de Snyder é difícil falar isso, mas sempre acreditei muito no potencial dele e mesmo tendo alguns deslizes nos seus dois últimos filmes, agora mostrou que vem pronto para brigar e manter seu nome sempre no topo de todas as paradas, utilizando de todos os recursos possíveis e imaginários que já vimos em outros trabalhos seus e criando alguns novos, ele faz a festa do pessoal com a quantidade de ação. Além disso, temos o brilhantismo por trás da produção, afinal Christopher Nolan mais do que qualquer outro sabe destruir cenários muito bem, e se tender nesse rumo pode logo-logo se tornar melhor do que muito peixe grande que já está na hora de se aposentar, mas Nolan ainda tem muito tempo para poder errar a mão como diretor. Enfim, uma dupla excelente que pode colher muitos ótimos frutos pela frente.

Da atuação será difícil falar muito de cada um, senão passarei a noite inteira escrevendo, pois todos estão muito bem no filme todo. Henry Cavill não só conseguiu convencer, como conseguiu calar a boca de todos que falavam que ele não estava à altura de interpretar o personagem, foi lá comeu muito "mingau" para ficar gigantesco de forte e mostrou que manda super bem tanto nas cenas de luta, quanto nas cenas mais emotivas onde precisa atuar com mais expressão. Michael Shannon já possui uma cara de louco naturalmente, mas aqui ele incorporou um personagem tão bem que acaba dando medo de sua loucura, porém achei o personagem com uma cara jovial demais para um vilão, poderia ser mais monstruoso. Russell Crowe deve ter feito aula com algum ator de novela da Globo, pois brincadeiras a parte afinal está muito bem em cena, nem parece que o planeta onde estava foi destruído, aparecendo praticamente no longa inteiro. Amy Adams está agradável, mas faz umas caras de coitadinha em alguns momentos que dá mais vontade de deixar morrer do que correr para salvar. Antje Traue faz boas cenas e quase consegue se destacar na trama, pena que seu papel é bem pequeno, mas nos dois momentos que está junto de Christopher Meloni, outro que poderia até passar despercebido na trama, ambos soltam, cada um num ótimo tom a melhor frase do filme. Diane Lane faz um papel lindíssimo como a mãe humana de Clark, colocando o papel num patamar acima de qualquer outro fato que possamos olhar, é maravilhoso tudo que faz e seu envelhecimento de personagem caiu melhor ainda. Agora vou dizer uma coisa que pra mim foi quase uma ressurreição, eu jurava que Kevin Costner já estava morto, tudo bem que já havia visto ele em alguns seriados e tal, mas no cinema o cara evaporou de bons papéis, e aqui agrada bastante na forma que dá para seu personagem. Enfim, elenco incrível para um filme incrível, todos dando o seu melhor em cena.

A parte visual do longa é de um primor que poucos filmes de ação podem almejar em ter, trabalhando tanto em cenários gigantescos quanto em muito fundo computacional, tudo é destruído de uma forma maravilhosa, onde podemos sentir a textura dos pedaços quebrados da cidade de Metrópolis. As cenas fora da cidade também agradam bastante, como as no campo, no gelo, no planeta Krypton e até mesmo as poucas que foram feitas no mar. Tudo bem trabalhado sem economia nenhuma de produção, elevando o primor técnico num nível altíssimo. A fotografia também mexeu bastante os pauzinhos para que o longa mesmo utilizando de muitos recursos computacionais não ficasse com os famosos borrões de tela, e para isso souberam usar muito bem os contraluzes que realçam os personagens em relação ao fundo, além de outras cenas muito bem emotivas que preferiram o estourar da luz branca para que desse um efeito de superioridade em cada personagem. O quesito 3D, metade da sala estava preocupada com o que haviam falado nos EUA, e até agora não entendi de terem falado tão mal da tecnologia usada, tudo bem que não temos todas as cenas utilizando a tecnologia, mas nas cenas que colocaram, ficou muito bacana mesmo, de forma que a imersão é interessantíssima, cito, por exemplo, a cena da briga final em que praticamente montamos nas costas do protagonista e vamos pra cima do vilão desviando de tudo que vem pela frente, entre muitas outras que ficaram bem legais. Ou seja, tem 3D de imersão, de profundidade e também de coisas voando para fora da tela, num pacote completo que todos que pedem algo por estar pagando a mais no ingresso não terão do que reclamar. Claro que não é ainda nenhum "Avatar", mas também está bem longe de ser um "Homem Aranha" nesse quesito do 3D.

As trilhas compostas utilizadas no filme ficaram literalmente um show, afinal como costumo falar é raríssimo Hans Zimmer errar, e aqui não foi diferente, utilizando até outras faixas mais famosas que mixadas do jeito do grande músico ficaram ainda mais interessantes. Na internet existem vários links para ouvir gratuitamente então é só botar o fone e, claro depois que ver o filme, ficar horas viajando ouvindo tudo.

Enfim, um excelente filme que está passando em várias salas de pré-estreia nesse final de semana, então se você for daqueles que não irá aguentar esperar até o dia 12 de julho, corra para os cinemas, pois vale muito a pena ver ele na tela grande, diferentemente do que muitos já estão fazendo, baixando a versão gravada em cinemas americanos, afinal lá já saiu há algumas semanas e ainda não entendi nem o motivo da demora da Warner lançar por aqui, nem a quantidade de críticas negativas que ele teve lá nos EUA, mas infelizmente como costumo dizer cinema é algo de gosto bem pessoal, então cada um vai se apaixonar por determinado estilo. Recomendo com certeza, claro que com a ressalva de tentar ignorar o fato dos furos de roteiro para ficar bem feliz com tudo que verá. Fico por aqui hoje, mas ainda teremos mais três filmes por aqui nessa semana, então abraços e até mais tarde pessoal.


10 comentários:

Arnaldo disse...

Parabéns, você escreve bem ! estou muito ansioso para assistir, porém aqui onde moro só dia 12 que droga kkkkk o jeito é esperar !

Fernando Coelho disse...

Obrigado Arnaldo!!! Que pena que por aí não vai ter pré!! Mas não perca o filme não hein, pois vale muito!! Abraços!

Blog do Luiz de Carvalho disse...

Sempre procuro ler algumas criticas antes de pagar um pouco mais para ver o filme em 3D e quando ele é apenas convertido fico ainda mais com o pé atrás. Depois de assistir alguns filmes com a tecnologia, que gosto muito, fiquei tão frustrado que quase procuro o Procon rsrs! "O Besouro Verde" credo parceiro esse aí até hoje tenho traumas, entre outros que me enganaram. Dos dois ultimos de "Resident Evil" pra cá não me lembro de ver um tão bom com a tecnologia e claro deixando um pouco de lado o roteiro e tal, pra este tipo o negócio é ver a pancadaria e coisas saltando da tela, aí sim vale pagar mais caro. Espero que " O Homem de Aço" seja isto tudo que vc falou, vou pagar pra ver. Abraços....

Fernando Coelho disse...

Olá Luiz! Realmente muitos deveriam reclamar no Procon de alguns filmes 3D mesmo!!! Os estúdios esqueceram que quem paga mais caro quer ver algo, e que a ideia inicial de cinema é ter profundidade então pra que usar o 3D apenas pra isso??? Queremos ver é a ação não borrar, a pancadaria voar do nosso lado e principalmente coisas saindo da tela pra compensar pagar o salgado preço! Mas nesse pode pagar que vai valer em boas cenas, e se quiser investir bem no valor do 3D vá no "Meu Malvado Favorito 2". Abraços!

Blog do Luiz de Carvalho disse...

Esse (Meu Malvado Favorito 2) está na minha lista. Não fui as telonas para assistir o primeiro e quando vi no DVD percebi que perdi um bom filme em 3D. A gente sabe mesmo assistindo na TV, DVD quando as cenas são produzidas de verdade para o 3D e com este objetivo e não apenas borrar a tela como vc falou. Acredito que este segundo filme da franquia tenha boas cenas pra este formato, como foi em Madagascar 3 por exemplo! Valeu a dica...Vou aparecer mais por aqui e espalhar a noticia se não se importa rsrs!!!

Fernando Coelho disse...

Olá Luiz!! Não fique sem ver o "Malvado Favorito 2" em 3D no cinema, vale muitoooo a pena!!! Apareça sim sempre, o espaço aqui é pra isso mesmo, para discutirmos sobre os filmes e tudo mais, procuro responder sempre no mesmo dia tudo que é colocado aqui! E claro, não me importo nem um pouco de espalhar o site por aí... rsss. Abraços!!

fernando furlan disse...

Fui assistir o homen de aço no santa ursula e fiquei traumatizado o 3d estava horrivel sem nitidez nenhuma fora algumas cenas até borradas tive que ver o filme de novo em 2d pra me satisfazer o filme em si é incrivel mas numca mais assisto um filme em 3d no cinépolis santa ursula!!teria alguma sujestao de sala 3d de qualidade em ribeirao??

Fernando Coelho disse...

Olá Fernando!! Bem vindo ao time de pessoas que se decepcionam com o Cinépolis Santa Úrsula, irei repassar sua crítica pra um amigo meu que é gerente de lá, infelizmente já foi a época que lá era o melhor cinema de Ribeirão!! Recomendo tanto as salas 6 e 11 do UCI quanto as salas 1,2 e 4 do Cinemark(que por serem digitais não corre risco de errarem na projeção, mas as vezes erram pondo o filme dublado, mas aí é só reclamar que voltam no inicio pra legendado)... mas garantido mesmo vá na 6 e 11 do UCI que são com tecnologia 4K, então não corre risco nem de som errado e a projeção é a mais nítida possível! Quanto do filme é o que você falou, perfeito. Abraços!!

Júlio Neto disse...

valeu coelho vi o filme hoje e remente eh fera. 3D sensacional. fui confiando na sua critica e mais uma vez deu certo. abraco.

Fernando Coelho disse...

Opa Júlio, que bom que gostou também e que a crítica valeu para orientar, afinal como já falei algumas vezes aqui registro bem a minha opinião sem ser comprado por nenhuma distribuidora nem nada, então vai do que achei mesmo do filme esperando ajudar sempre. Abraços e venha sempre comentar e passar pra galera o que achou!

Postar um comentário

Obrigado por comentar em meu site... desde já agradeço por ler minhas críticas...