Uma Aventura Lego em 3D

2/08/2014 02:20:00 AM |

Hoje em dia Lego é coisa de adulto que mantém coleções dos mais variados gêneros e modelos, mas na minha época de criança era o desejo de qualquer criança ter as pecinhas montáveis mais caras do planeta que quem tinha um baldão podia ser considerado o rei soberano. O engraçado é que o filme "Uma Aventura Lego" embora não aparente mostrar isso de hoje ser um bem colecionável, a surpresa é tamanha ao deslanchar completamente a história e com isso o filme passa a ser algo tão bem montado de ideias que as crianças se divertem com a animação e os adultos mais ainda com todas as sacadas que foram inseridas na trama, desde críticas ao modo de vida robô, preços de grandes marcas e até personagens conceituados. Assisti hoje dublado pelo horário ser melhor, mas como já vi que está passando legendado aqui na cidade irei rever para rir mais ainda das piadas.

O filme nos mostra que Emmet é um Lego comum, até o dia em que é confundido com o Mestre Construtor, o grande criador deste mundo de brinquedo, por ter encontrado a famosa peça de resistência. Este peça, procurada por todos há séculos, seria capaz de desarmar uma poderosa máquina criada pelo presidente do país, o perverso Sr. Negócios, que pretende colar todas as peças e impedir as mudanças no sistema. Mesmo sem ter grandes habilidades como criador, Emmet gosta de ser considerado um Lego especial, e faz de tudo para merecer a confiança de seus amigos, que incluem a rebelde Mega Estilo, o sábio Vitrúvius, e o gato-unicórnio UniKitty.

Uma coisa que me deixa muito feliz ao assistir uma animação é ver que não foi pensada apenas para as crianças e os pais que irão as levar ao cinema, pois quando o filme já cumpre esses quesitos já pode ser considerado agradável, mas quando atinge também adultos que não possuem filhos e conseguem sair felizes com o que viram, o resultado pode é no mínimo esplêndido. E com isso os diretores que já fizeram chover comida nas animações "apenas" precisaram trabalhar o enredo bem criado de forma a criar um mundo completo com as pecinhas famosas utilizando elas para tudo desde os pequenos elementos tradicionais como prédios e personagens, quanto para os fenômenos climáticos e cenografias mais minuciosas que a trama tem para agradar na medida certa todos. Vale ressaltar que nada seria da trama sem que soubessem conduzir tudo tão maravilhosamente com os trejeitos dados aos personagens e as críticas que foram colocadas para que tudo ficasse encaixadinho na medida, mas com isso o resultado final feito pela dupla foi impecável.

A trama toda não teria o mesmo efeito se não fossem pelos personagens extremamente cativantes e que com seus movimentos limitados nos divertem mais ainda criando gags a todo momento. O protagonista Emmet consegue nos fazer pensar sobre a forma tradicional que levamos a vida criticando até mesmo as pequenas coisas que fazemos e não achamos ser especial, mas que algum dia servirá pra algo e isso acaba ficando muito bonito na trama. A jovem rebelde do sistema Mega Estilo é bem interessante por observar tudo que faz para querer aparecer e nos cativar com suas mensagens de incentivo. O gatinho unicórnio tem seus momentos hilários que com a dublagem ficaram ainda mais caricatos nos divertindo sempre que aparece, pena entrar mais para o final apenas seu personagem, mas com certeza iremos aguardar ansiosos por ele na parte 2 que já está sendo escrita. O profeta Vitrúvius é interessante por colocar frases de efeito e sua volta na segunda parte é divertidíssima. Os super-heróis acabam sendo mais coadjuvantes na história do que tudo, mas nem por isso acabam atrapalhando nada, muito pelo contrário acabam sendo bem encaixados para todo o contexto da trama. No geral todos agradam muito bem, mas como disse assisti dublado, e algumas piadas acabaram um pouco forçadas para não perder a rima, então como felizmente veio legendado também para a cidade irei encarar uma sessão num péssimo horário para rever o longa e rir das piadas originais.

O visual criado apenas com as pecinhas é de arrepiar só de pensar no trabalho que os computadores, e claro os desenhistas tiveram para animar cada detalhe precioso do filme, pois tudo é detalhado para ser o mais real de um stop-motion, o que aparentemente não foi usado afinal na maior parte, pois seria uma loucura sem precedentes trabalhar tudo o que é mostrado. Mas isso não impede que o longa fique extremamente bem encaixado no contexto que queriam passar e agrada com elementos coloridos e bonitos de agradar tanto os pequenos que ficarão vidrados na tela e depois farão seus pais comprarem o máximo de peças que seu dinheiro der, quanto os grandões que brincaram muito de Lego no passado e contagiarão os cinemas de nostalgia acumulada junto com os que forem apenas conferir uma ótima animação nos cinemas. A fotografia usou e abusou de todas as cores possíveis e imaginárias, diferenciando a cada "mundo" que nos é mostrado. Quanto do 3D até temos algum uso interessante da tecnologia no quesito de coisas saltando pra fora da tela, nada que vá fazer o espectador vibrar com o que verá, pois esqueceram de trabalhar também um pouco com a profundidade, mas no geral o valor pago a mais pela tecnologia acaba valendo pelos tiros das arminhas que a todo momento ficamos desviando.

Outro fator que estou muito curioso para ver, ou melhor ouvir, na versão original é a trilha sonora com a música hit viciante "Tudo é Incrível" que acaba por fechar a trama com a intenção exata de mostrar que tudo é incrível como foi feito, então a tradução caiu bem, mas canções originais costumam ser mais gostosas de ouvir pelo ritmo imposto.

Enfim, é um longa com muita qualidade que agradará a todos com muita certeza, portanto recomendo sem pestanejar que levem as crianças e se não tiver crianças coloque seu lado infantil pra jogo e vá conferir. Já estou ansioso pelo segundo filme, principalmente para ver o que conseguirão colocar como enredo para amarrar bem a trama e continuar agradando a todos. Fico por aqui agora, mas nesse final de semana ainda irei conferir várias outras estreias já que dessa vez capricharam na quantidade de filmes por aqui, então abraços e até breve pessoal.


2 comentários:

EderGustavo disse...

Esse filme é muito legal! Vale a pena ver!!! A historinha em si é pra criança, mas seu desenrolar é muito bom, tem umas piadas rápidas, sarcásticas e inteligentes. Tem uma parte que parece videogame.,..tem tiroteio, raios laser pra todo lado! E o boneco desvia dos tiros tipo matrix...kkkk....Mas o mais engraçado mesmo são os diálogos e a maneira rápida como tudo acontece! Filmaço!

Yadira Cervantes disse...

De filmes de animação que eu gosto. Will Arnett ,é magnífico, para dar voz ao personagem de Batman, o meu favorito. Boa escolha para a família, entretenimento do início ao fim.

Postar um comentário

Obrigado por comentar em meu site... desde já agradeço por ler minhas críticas...