Guerra é Guerra

3/18/2012 09:32:00 PM |

Há filmes que você acha que será uma comédia fraca e se surpreende, o inverso também existe em grandes quantidades. "Guerra é Guerra" felizmente é um exemplar da primeira hipótese, pelo trailer estava esperando o de praxe, que é as melhores piadas já estarem presentes no trailer, algumas estão, mas na minha opinião o filme consegue mostrar muitas outras boas, além de divertir com todo o aparato preparado por ambos os espiões para vigiar um ao outro.

O filme mostra dois amigos inseparáveis que se apaixonam pela mesma garota e acabam entrando em uma guerra cheia de ação para conquistá-la. Como ambos são veteranos espiões, a batalha pelo coração da garota toma grandes proporções.

O bacana do roteiro que por ser uma comédia romântica, o tradicional existe e já sabemos como vai acabar, afinal são raros os filmes que fogem do tradicional cliché do gênero, mas como temos dois amigos brigando pela mesma mulher, nunca se sabe com qual ela vai ficar, aí que entra a boa dose de humor que o diretor soube utilizar bem e tirar o máximo dos atores. Temos também bons diálogos ao longo do filme, com destaque para a cena na locadora.

O trio de atores consegue fazer piadas com tudo, desde filmes antigos, uma ótima sacada para os cinéfilos de plantão na cena da videolocadora, até com a tradicional rixa americanos versus britânicos. Reese Witherspoon estava devendo uma boa comédia desde o fraco "Como Você Sabe" e consegue dessa vez fazer uma boa atuação cômica. Chris Pine vem crescendo e vem fazendo bons papéis, e aqui cai bem na interpretação do papel. Tom Hardy nunca imaginei que tivesse tino para comédia, mas consegue fazer boas sacadas sem necessitar fazer palhaçada para que o público ria. Mas as grandes piadas estão mesmo nas conversas de Witherspoon com Chelsea Handler, onde as piadas de discurso feminista caem muito bem para as personagens. Tirando esses, os demais são apenas figurantes espiões bem orquestrados que são usados para dar as ajudas aos protagonistas, e como sempre só alguns tem poucos diálogos.

A equipe de arte conseguiu usar bons elementos de cena para agregar os valores da protagonista e fazer com que os atores tentassem conquistá-la, e com isso temos vários cenários recheados de elementos para agradar a todos. A fotografia dinâmica de ação que é apenas um ponto que poderia ser melhorado, visto que alguns efeitos especiais ficaram estranhos nas explosões, e como já julguei em outro filme isso poderia ser melhor resolvido na forma de se fotografar a cena.

A trilha sonora também é envolvente e não desaponta em nenhum momento, mantendo o ritmo necessário e claro também sendo utilizada nas piadas, vide a feita com a música de Sade.

Enfim, o filme faz por valer o ingresso, afinal ri bastante e a sala onde estava também riu bastante durante toda a projeção, ou seja é uma boa comédia "romântica", que não fica na melação comum que vinha sendo apresentado sempre. Recomendo para todos e claro tem toda a cara de ser um filme que veremos repetidas vezes na televisão. Encerro por aqui hoje, mas amanhã tem mais, então abraços pessoal.


2 comentários:

Tarsys Eres disse...

Reese Witherspoon estava devendo uma boa comédia desde o fraco "Professora sem Classe"

Quem fez "Professora sem classe" foi a Cameron Diaz. Boa crítica, parabéns pelo blog.

Fernando Coelho disse...

Obrigada Tarsys... misturei as duas e os dois filmes... queria falar do "Como Você Sabe"... mas já corrigi... obrigado novamente.

Postar um comentário

Obrigado por comentar em meu site... desde já agradeço por ler minhas críticas...