Viagem 2: A Ilha Misteriosa em 3D

2/06/2012 01:37:00 AM |

Se você gosta de um filme de aventura, onde é possível ver bobagens que até não convinham para o longa, mas possui um contém um dos cenários mais belos dos últimos tempos no cinema, com certeza você não pode perder "Viagem 2: A Ilha Misteriosa". O longa que é a continuação do filme de 2008, tenta mostrar uma nova versão do livro de Julio Verne, e mesmo o anterior tendo sido o pai do 3D na atualidade nos cinemas, na minha opinião este pode ser considerado o com melhor visual e sem dúvida ter sido filmado em 3D aliado a computação gráfica, o longa passa a estar entre o que a fotografia visual mais se aproxima de um "Avatar" pela beleza, mesmo que os movimentos pessoas/computação ainda estejam longe do padrão desse citado.

Como sequência do sucesso "Viagem ao Centro da Terra", de 2008, o filme nos mostra que a nova viagem começa quando Sean capta uma mensagem codificada vinda de uma ilha misteriosa localizada em um ponto onde não deveria haver nada. Um lugar com formas de vida estranhas, montanhas de ouro, vulcões mortais e diversos segredos surpreendentes. Sem conseguir impedi-lo de ir, o novo padrasto de Sean parte com ele na viagem. Junto ao piloto do helicóptero e de sua linda e determinada filha, eles partem em busca da ilha para resgatar seu único habitante e escapar antes que ondas sísmicas levem a ilha para o fundo do oceano, enterrando seus tesouros para sempre.

Como todos sabem, pois já devem ter lido ao menos um trecho dos livros de Julio Verne, seja nos livros do colégio, ou seja os próprios livros do autor que é o escritor que teve a sua obra mais traduzida em toda a história, já irá assistir o filme sabendo o que vai ver algo místico e completamente fictício, então não espere ir e ver algo real, tudo bem que não precisariam apelar pro The Rock balançando os peitos, mas eliminando isso o filme é fantástico, como li apenas trechos a muito tempo não vou saber se chegaram perto da fidelidade do livro, mas falando como cinema está de um agrado bem interessante de se assistir, leve para toda a família.

A questão das atuações, Josh Hutcherson melhorou bem comparado ao filme anterior, mas ainda não consegue mostrar sua empolgação em ser um verniano e acaba até sendo bem superficial em vários momentos. Vanessa Hudgens até tenta querer fazer uma boa interpretação, mas é tão jogada literalmente no ar que some no filme. Quanto a Dwayne "The Rock" Johnson, ainda estou me perguntando o que ele anda aprontando para querer tanto cair em filmes os quais não fazem seu perfil de atuação, será que a síndrome de Nicolas Cage vem abarrotando outros atores por aí? Mas até que ele se encaixou bem no enredo e tirando a maldita piada dos peitos balançantes daria uma nota 7 pra ele. Michael Caine e Luis Guzmán ficam no básico e até estão bacanas, claro sempre eliminando as piadas feitas.

Como já falei no primeiro parágrafo, o visual da fotografia e da arte escolhidas são de um primor imenso, a ilha poderia ser descrita como além de misteriosa para algo como maravilhosa, e os olhos saltam para tanto verde e demais cores que sempre contrastam com o verde, fazendo a magia da aventura quase que aflorar da mente de quem está lendo o livro e imaginando o cenário. O filme em si já vale o ingresso por todo o visual mostrado.

Com trilhas empolgantes de Andrew Lockington no melhor estilo aventuresco de ser, o filme segue a mesma linha do anterior e tem o ritmo bem marcado pelas canções e agrada inclusive com a versão cantada por Dwayne de "What a Wonderful World".

O 3D poderia estar melhor se dessem mais encaixes visuais, mas em momento algum o público que não tiver um olhar apurado conseguirá notar defeitos claros como estavam em "Fúria de Titãs", principalmente por este ter sido filmado com a tecnologia e o outro ter sido convertido. Recomendo muito ver com a tecnologia, pois tem todos os elementos necessários para agradar quem paga mais por um filme 3D, uma boa profundidade e muitas coisas saindo para fora da tela.

Enfim, se você quer se divertir com uma boa aventura está mais do que recomendado esse filme, agora se você faz a linha de procurar defeito em todos os filmes vai achar um monte. Eu sigo do seguinte raciocínio, se estou pagando por algo que ele me faça feliz ou mostre algo muito bom, então o filme cumpriu a missão dele. Ah e mais um atrativo para quem for conferir o longa no cinema, tem mais um novo curta da Warner antes de iniciar o filme, e cada dia deixa com mais gostinho de que um novo longa do Looney Tunes está por vir. Encerro por aqui nessa madrugada, mas essa semana ainda tem mais um filme por aqui, então até mais.


1 comentários:

Evil_Man disse...

Bom saber, vou assistir em 3D!

Postar um comentário

Obrigado por comentar em meu site... desde já agradeço por ler minhas críticas...